Saiba como doar um animal de maneira responsável

Saiba como doar um animal de maneira responsável

 Infelizmente várias pessoas ainda abandonam animais na rua, doar um pet sempre será um ato digno. Mas lembre-se:

Assim como quem busca adotar um pet deve tomar cuidados para adotar, um doador também deve seguir certos passos para, só depois, colocar o animal para adoção.

Isso porque não se sabe o histórico de saúde do animal, se está doente, a quanto tempo não come e dentre tantos outros pontos de extrema importância.

Veja também o nosso texto “O que fazer quando for adotar um pet”, clicando aqui.

Neste texto iremos te dar um passo a passo do que fazer para doar com responsabilidade. Continue lendo!

 

Cuidados com a saúde

Como falamos no começo, você pode não conhecer o histórico do animal que acabou de resgatar. E o que fazer? Simples! Leve ao veterinário.

Exames serão feitos e um check-up também.

Muitos animais de rua adquirem machucados em brigas com outros animais, o que pode ocasionar em uma transmissão de doenças, ou, até mesmo, ganharem fraturas por atropelamento.

Como saber o que o animal recém resgatado tem se nem um Raio-X foi feito?

 

Preparar o pet para adoção

 

Antes de anunciar que tem um pet para doar, tenha certeza de que ele está pronto. Ele pode ter adquirido algum trauma pelo tempo que passou na rua.

Talvez estava vagando por ser um cachorro abandonado, pode ter sofrido maus tratos.

Um cachorro, por exemplo, pode estar traumatizado de tal forma que irá se assustar facilmente e agredir alguém, mesmo que a pessoa não represente nenhuma ameaça.

Sem um trabalho de adaptação com animais nesta situação, ele será devolvido ou, ainda pior, abandonado.

Se o animal já tiver idade e/ou maus hábitos, um treinamento terá de ser feito. Se for um cachorro que chegou agressivo, parte do treinamento pode ser cheirar roupas dos novos donos.

Desse modo ele não irá estranhar e causar algum acidente.

 

Veja também o nosso texto “Aprenda a lidar com o comportamento complicado do seu pet”, clicando aqui.

 

Avaliar o novo lar

Encontrou alguém interessado? Agora é só doar, não é? Não!

Se você quiser fazer um trabalho bem feito, o certo será avaliar o novo lar do animal, checando se há rotas de fuga ou se existe a possibilidade dele se machucar em algum lugar.

Caso o novo dono tenha filhos, aconselhá-lo em como pode proceder para evitar acidentes futuros ou maus tratos inocentes causados pelas crianças também será algo interessante a ser feito.

 

Faça o acompanhamento pós-adoção

Depois que o pet foi entregue é normal sentir ansiedade e nervosismo. Afinal, não sabemos se ele vai ou não se adaptar com o novo lar, por melhor que seja.

Para ter certeza de que o novo lar do animal é o ideal, você pode fazer período de pós-adoção.

Entrar em contato, duas ou três vezes por semana, com o novo dono checando como está sendo a adaptação do animal.

Mas é comum que o próprio adotante faça esse tipo de coisa, compartilhando fotos, por exemplo. Caso não ocorra, não hesite em chamá-lo para se certificar de como anda o pet.

 

Resgatou um pet? Agora é hora de cuidar dele! Clique aqui e procure pela unidade Apaixonados mais próxima de você e marque uma consulta com um de nossos veterinários!

 

 

Veterinário – adoção – saúde – responsável

Compartilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados

CONTATO

Endereço Matriz:

Rua Cachambi, 08 - Meier – Rio de Janeiro / RJ

Email

contato@apaixonadosporquatropatas.com.br

Atendimento Telefônico

Segunda a Sexta de 8h às 20h. Sábados de 9h às 17h. WHATSAPP APX: (21) 2042-2884

SIGA A GENTE

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOVIDADES

© 2022 | Apaixonados por Quatro Patas | Direitos Reservados

plugins premium WordPress